21/03/08

O ENSINO NO PASSADO E NO PRESENTE!

(clique em cima da foto para ver)
O ensino actualmente é assim. Antigamente era assim. Veja a diferença! E se a professora tivesse tomado a atitude deste professor, o que teria acontecido? Veja aqui as reacções a este incidente!

5 comentários:

Anónimo disse...

A escola na actualidade é um antro de maladragem, onde ninguém ensina nem aperende.É uma caixote onde certos pais (que nunca o deviam ter sido)despejam os filhos mal criados e mal formados como eles. Essa moça é igual a milhares de outras e outros filhos de pais de aviário, piores do que eles, fruto do facilitismo e dos sucessivos subsídios saidos dos bolsos de quem trabalha honestamente.
Gonçalo do Carmo - professor

Anónimo disse...

Nos paises civilizados que eu conheço, como a Alemanha, a maior parte dos moços vão aprender uma profissão a partir logo a partir do 5.º ano. Aprendem a ser trabalhadores, aprendem o valor do trabalho,aprendem a respeitar o seu semelhante e a autoridade de quem os alimenta e educa. Em Portugal a escola é uma perfeita mentira começando por essa maquina tenebroza, que é o Ministerio da Educação, com milhares de funcionarios burocratas que despejam diariamente papelada nas escolas que só serve para complicar e intoxicar quem nelas trabalha.
Teodoro da Silva - ex-professor por opção

Anónimo disse...

Nunca compreendi por que é que pais que não têm dinheiro para dar uma refeição decente aos filhos lhes compram telemóveis caros e roupas de marca caras. Há países na Europa (e dos ricos, como a Suíça) onde os telemoveis sempre foram proibidos no espaço escolar - Roy Duarte

Ana Ferreira Liça disse...

Como escreveu Vasco Pulido Valente na escola pública impera hoje a “lei da rua”, com toda a espécie de “tiranetes” à solta no espaço escola. Nela proliferam os gangs de toda a espécie, que apenas vão à escola para perturbar os poucos que ainda querem aprender, comer de borla (à custa do orçamento), e agredir e roubar os colegas. Na escola não deveriam ser permitidos nem telemóveis, nem dinheiro, nem roupas de marca (mas sim farda obrigatória e disciplina de tipo militar). Aqueles que não cumprissem o regulamento seriam puramente expulsos, com uma boa multa aos pais, o que se faz em muitos países). Tenho um amigo que me contou que chegou a ter turmas onde tinha dificuldade em escrever no quadro com medo de que lhe atirassem uma faca de ponta e mola. Ao contrário do que muitos escrevem e dizem eu acho que os principais culpados dessa situação são os professores que deixaram andar e não se impuseram. Em quase todas as escolas há professores que não permitem o telemóvel nas aulas (o que também é proibido pelo novo estatuto do aluno) e outros que deixam utilizá-lo, sobretudo a pretexto de servir da calculadora. Há mesmo professores que passam a vida ao telemóvel durante as aulas. A avaliação deveria ser feita por um verdadeiro director com poderes para pôr na rua quem não servisse a escola. Como numa empresa. – Ana Ferreira Liça

Anónimo disse...

sr gonçalo vocÊ È professor e dà assim tantos erros?que boas maneiras de nos mostrar o ensino . se nas escolas sò se aprende a malandragem è porque os professores nao sao de boa qualidade. eu quando andava na escola primaria tinha quem soubesse ensinar ,depois no ciclo eram quase todos uma especie de bandalhos hoje ainda deve ser pior.se o sr. tem filhos so espero que tenham uma boa educaçao mas que nao aprendam com a sua maneira de falar porque è muito baixa para um professor.obrigado.olho vivo

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor