23/11/07

REVOLUÇÃO HÚNGARA DE 1956!


(clique em cima das fotos para ampliar)

Teve repercussões em Monchique!
O Estado Novo, quando lhe interessava, também sabia promover manifestações. O Povo aderia em massa.

Em Monchique é raro alguém se lembrar duma manifestação, política, depois do 25 de Abril, mas o regime ditatorial de Salazar não se inibia de a fazer, sempre que isso lhe interessava.

Aqui está a prova como se fazia manifestações em plena ditadura, em Monchique, no ano de 1956, passando a mesma na Calçada de Santo António em frente do Município de Monchique, aí instalado provisoriamente, até estar construído o actual edifício na Travessa da Portela.

O Estado Novo promovia manifestações, quando lhe interessava, principalmente contra o regime comunista. O povo aderia em massa porque a isso era persuadido. O mesmo vivia no mais completo obscurantismo. Era proibido falar de politica. Poucos tinham acesso à cultura.

Só a partir de 1958 se começou a dar os primeiros passos na promoção da cultura com as bibliotecas itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian. Não havia televisão. Só começou a ser emitida em Setembro desse mesmo ano de 1956 e eram poucos os que tinham acesso a ela.

A manifestação até parecia mostrar haver alguma consciência política. Frases como: se vós sofreis nós sofremos convosco; eis a lição oferecida ao mundo pela mocidade da Hungria; Jesus avivai a fé dos húngaros, estavam escritas nos primeiros cartazes transportados pelos estudantes.

Mas era tudo uma grande mistificação e manipulação forjada pelos detentores do poder em Monchique.

1 comentário:

ana pinto disse...

Ainda hoje o povo em geral faz papel da marioneta, e tal como no "Estado Novo", sem se aperceber que está a ser manipulado.

Governo/ Oposição

Centrais Sindicais

Media

...

Talvez o problema seja da própria arraia-miúda, que esqueceu as lições do passado, e teima em não pensar pela própria cabeça...

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor