27/11/07

ASSEMBLEIA MUNICIPAL REALIZADA NO DIA 26-11-2007

(clique em cima da foto para ampliar)
Das duas propostas em apreciação e votação foi a primeira aprovada, referente ao IMI -Imposto Municipal de Imóveis, por unanimidade. A segunda proposta da redução em 5% do IRS foi reprovada com 9 votos, todos da bancada do P.S, contra 6 da bancada do P.S.D.

Houve acesa discussão em torno das propostas, da qual um membro do PSD abandonou a reunião invocando falta de democraticidade da mesma. O presidente da Autarquia, falando por ultimo defendeu a proposta do IRS, para que a mesma não fosse aprovada, invocando que só seriam beneficiados os contribuintes que auferem maiores rendimentos, e que essa verba fazia muita falta para o apoio social do município.

Também ficou a saber-se por informação do Presidente, que a Autarquia subsidiou o rally em dois eventos com 50 000 euros, fazendo o senhor Presidente a apologia do dinheiro bem investido, e que voltará a fazê-lo no futuro, o qual contribui para a divulgação e para a economia do concelho de Monchique.

Esta redução do IMI, embora de pequena expressão pecuniária, só foi possível por a mesma ter sido votada e aprovada em reunião de Câmara com o voto do vereador Carlos Henrique e dos dois vereadores do PSD que fizeram a maioria na votação na Câmara.

É a primeira vez depois do 25 de Abril que os munícipes de Monchique são contemplados com uma taxa autárquica mais reduzida. No entanto a Autarquia de Loulé reduziu ambas as taxas.

4 comentários:

Anónimo disse...

Porque esteve presente na reunião!

A mesma foi a mais concorrida de todas as que se têm realizado. São no entanto escassos os munícipes, que se contam pelos dedos, os que se preocupam com o que se passa no seu próprio concelho em termos políticos, e bem assim na Assembleia Municipal.

E a grande conclusão a retirar, é que o executivo a presidir aos destinos do concelho não queria mesmo aprovar a redução do IMI. Fê-lo porque a isso foi obrigado, não tinha outra alternativa, se votasse contra e a oposição seguisse estrategicamente o mesmo caminho, sairiam beneficiados os munícipes. A proposta sendo chumbada, o IMI seria taxado pelo valor mais reduzido.

É extraordinário, como a democracia funciona. Todos os deputados estiveram de acordo quando a proposta do IMI foi votada, o mesmo já não aconteceu na redução de 5% do IRS, em que os deputados da maioria fizeram a vontade ao senhor Presidente da Autarquia, o seu grande opositor da descida da mesma.

Afinal estariam em causa, se a proposta do IRS fosse aprovada no sentido inverso, um valor de 90 000 euros, contas feitas por um deputado da Assembleia, em que a Autarquia ficaria privada.

Autarquia que não tem pejo em subsidiar rallys com valores da mesma ordem de grandeza para que Monchique seja invadido pelos veículos motorizados, onde são poucos os munícipes do concelho beneficiados, e em que a esmagadora maioria da população não se revê em tais eventos, bem pelo contrário até os detesta, por ficar privado de circular no interior do seu próprio concelho em total liberdade.

São as principais conclusões que se retira, de quem está presente a estas reuniões, e assiste como as mesmas são votadas, e toma conhecimento como parte dos dinheiros da Autarquia são obtidos, para depois serem distribuídos no “interesse” dos munícipes.

Anónimo disse...

Monchique é uma ditadura há 25 anos.

Anónimo disse...

O PS e PSD de Monchique morreram.

Anónimo disse...

em monchique nao existe nada,so fome e miseria,vejam o que nos teem feito estamos a morrer aos poucos

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor