14/09/07

OS BURROS NO TEMPO ANTIGO!

(clique em cima das fotos para ampliar)
E também no tempo actual!

Era assim que os burros, antigamente, eram utilizados: como meio de transporte pessoal e de trabalho, assim como na lavoura. Os almocreves, profissão que também já se extinguiu, faziam desse trabalho um complemento para a sua sustentação. Encarregavam-se de transportar a cortiça, que era retirada de locais de acesso difícil, através de trajectos sinuosos para os locais apropriados, afim de a cortiça ser transportada ao seu destino.

Em todas as famílias há sempre os mais infelizes, se fossem cavalos estariam estimados, acarinhados, bem tratados e úteis, assim como já não há grande utilidade para eles, os mesmos são desprezados. Mas mesmo assim há excepções e a prová-lo está esta pequena história um pouco infeliz, e triste, acerca dum burro.

Um dia resolvi colocar um post com a fotografia dum burro. Veja aqui. Lembrei-me então de procurar uma pessoa amiga que sempre tinha tido burros ao longo da sua vida, mesmo sabendo que, no momento presente, a mesma já não precisava deles. Será que a mesma ainda teria algum burro? Era a interrogação que pairava na minha mente.

Não me enganei. A pessoa amiga tinha um burro que o estimava como se fosse da família. O mesmo já não tinha trabalho para fazer, apenas tinha boa vida. Comia, descansava, pastava, e tinha uma habitação com toda a dignidade onde ficava alojado. Enfim tinha uma vida de rei para a sua espécie.

Depois de ter tirado várias fotos, e agradecido, nunca mais soube nada do mesmo. Um dia aparece-me a dita pessoa amiga, muito triste, a dizer-me se eu não lhe fazia um favor: Sabe o meu burro morreu, dizia ela, e eu tive tanto desgosto, que me lembrei de si, para perguntar-lhe se ainda tem alguma foto do mesmo, porque gostava tanto de ter uma recordação dele. Tinha-lhe tanta amizade como a uma pessoa de família.

Escusado será dizer que foi um enorme prazer para mim dizer-lhe que sim, e que iria dar-lhe uma foto em tamanho grande do mesmo. Foi para ela uma alegria enorme, que se via bem estampada no rosto, quando lhe entreguei a foto, dizendo-me logo que ia fazer um quadro para o pendurar na parede.

A amizade com amizade se paga! Só o burro com tanto carinho, e amizade, mas não fazendo exercício, tal como os humanos, e levando uma vida sedentária, morreu. Será que essa boa vida contribuiu para a sua morte? Ao contrário deste, que fartando-se de trabalhar, continua em boa forma!

A grande interrogação é esta: Agora ainda vai havendo muitos burros que os mais velhos vão tratando, acarinhando e estimando, mesmo não precisando deles, mas quando os mais velhos desaparecerem, será que os filhos dos mesmos, ainda vão ter pachorra para tratar destes animais com o mesmo carinho que os seus progenitores tratavam?
Esta é de certeza uma pergunta de difícil resposta!

2 comentários:

João Amado disse...

Sou um admirador rendido a este blog. Passar por aqui é tomar contacto com a realidade e com o passado da minha terra. É a prova de que a vida é feita do equilibrio entre os factos do dia-a-dia e a saudável recordação do passado.
Estes burros trouxeram-me à memória, entre outras coisas, os passeios com a minha avó Luz, desde a vila até aos Pontalinhos, para visitar a sua afilhada Ti Teresa (dos Pontalinhos...).
Obrigado!

EMIR disse...

A escala Global,talvez seja até hoje o melhor amigo do ser humano!
E de burro ñ tem nada!
Teimoso sim,..normalmente imita o dono.

Até a Biblia ñ o despensou,N.Senhora teve-o como seu transporte até á "maternidade"!

Um lugar parecido como a nossa Serra,é as Montanhas do Riff,em Marrocos.Parece os nossos anos 30/50,lá o BURRO,é a principal força motriz..ainda.
São culturas aparentadas no aspecto ambiento-culturais.

O Amigo Asno merece uma estátua...mas nem sempre os bons são premiados!

É também o exemplo de sobriedade,qualquer "coisa"o sustenta.
Se for verdade que " a função faz o órgão"...estamos tramados o burrinho vai extinguir-se...!
Sem touradas já não existiriam os touros bravos!

Bem hajam todos os burros

Emir

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor