08/03/08

GOVERNAR PORTUGAL SEMPRE FOI DIFÍCIL!

(clique em cima das letras verdes no texto)
Como se tem governado este País!

Em ditadura era assim: ninguém podia ter ideias. Salazar é que pensava por todos! Depois nasceu a democracia algo atribulada. Reveja as ideias que os principais libertadores da repressão tinham para o País na época.

Depois veio um período de acalmia em que falar até parecia complicado e as contas pareciam bem feitas. Chegou depois o período da fartura com António Guterres, em que as pessoas não eram números. Nem era necessário fazer contas. Os outros que as fizessem.

Depois o período da demagogia e das promessas não cumpridas. Começou com Durão barroso. E agora com José Sócrates. Agora escolha a sua preferência como se deve governar Portugal para o futuro.

1 comentário:

Crameia disse...

Neste conjunto de primeiro-ministros está aqui um que eu gostaria de referênciar porque, a meu ver, se destacou pela positiva. Trata-se de António Guterres, devo dizer que nunca votei nele. A principio não dava um "chavo" por ele mas com o passar do tempo passei a ter admiração pela actuação dele e da sua equipe; - Era uma pessoa que resolvia os problemas pela via do diálogo, não era arrogante e deixou muita obra feita. Em seis anos construio a Barragem do Alqueva, a Auto-estrada para o Algarve, a Expo-98, Metro do Porto, a ponte Vasco da Gama, etc... Havia muito trabalho, o crédito era acessivel e os portugueses viviam desafugadamente. Por causa do «queijo Limiano» o homem chateou-se e foi-se embora com toda a dignidade, ocupando hoje um alto cargo na ONU, e quem se "ferrou" fomos nós. Nessa época Portugal convergia rápidamente em direcção á média Europeia. Portugal atravessava um bom momento, até que... a tragédia nos bateu á porta, com estes governos que nos sairam na rifa. Acredito que dias melhores virão|

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor