02/05/08

ESTACIONAMENTO AUTORIZADO!


(clique em cima das imagens para ampliar)

Na rua Dr. Samora Gil!

São cada vez menos os locais onde se pode estacionar. O Largo 5 de Outubro está em obras. Está a ser suprimido o estacionamento na nossa sala de visitas onde sempre se estacionou. No entanto na zona histórica da vila, o estacionamento é autorizado.

A rua é antiga e devido à falta de estacionamento os seus utilizadores não têm pejo em estacionar onde a rua ainda é mais estreita, dificultando a passagem a veículos ligeiros de maiores e até de menores dimensões.

Porque será que ao longo dos anos nenhum dos responsáveis pelo trânsito na Vila de Monchique equacionou a sua proibição, nesta rua, para descanso dos moradores e de todos os transeuntes que por ali passam?

5 comentários:

Anónimo disse...

que lindo ,que rua linda,as casas a cairem ao pe da camara,os carrinhos a taparem a porta das casas,como e que passam outros carros?e os autocarros tambem para dentro da vila,que lindo,nunca visto,um estacionamento proibido a porta da camara?nao e possivel.que linda a nossa santa terrinha cada vez esta mais engraçadinha nao acham?o poita

Anónimo disse...

Enquanto existir nesta “artéria” da Vila, um famoso Restaurante que serve na perfeição os interesses da classe politica vigente, os interesses do próprio restaurante estarão também salvaguardados e no local continuará sempre a existir estacionamento.

Carminda Correia disse...

Existe uma directiva comunitária que proíbe estacionamentos e circulação automóvel nos centos históricos. Todavia, tenho dificuldade em considerar que Monchique tenha um centro histórico, pois não aproveita as igrejas e as casas típicas e históricas para fins turísticos e de economia local. Os restaurantes da vila, com excepção da “cantina da Câmara”, não primam por qualquer profissionalismo, sobretudo a nível do atendimento. A maior parte são tabernas. Salvam-se alguns da Fóia.
O problema do estacionamento selvagem faz com que Monchique seja uma terra pouco acolhedora e fria. Quem aqui vem já não volta. A chamada Rua Direita, mais parece torta do que outra coisa. Já foi uma rua comercial e hoje é o parque de estacionamento dos carros da câmara.
Na altura das procissões, que poderiam ser uma “mina” atractiva, o próprio andor tem dificuldades em passar por entre os carros.
O monchiquense em geral não é empreendedor nem gosta da sua terra.

Carminda Correia (monchiquense, mas que já cá não mora)

Anónimo disse...

Tem toda a razão eu moro no campo de Monchique e é-me mais fácil ir a Portimão fazer compras do que andar aos zig-zags e a tropeçar nos carros dentro da vila.
Joaquim Duarte

Anónimo disse...

Nalgumas das tabernas de Monchique come-se melhor e muito mais barato do que nos restaurantes da Fóia, que cada vez estão mais careiros e vocacionados para os turistas, os novos ricos e os ralieiros. JM

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor