07/06/07

PASSEIOS PEDESTRES!

(clique em cima da foto para ampliar)

Monchique tem todas as condições!

Para se poderem realizar uma rede de percursos pedestres. É uma modalidade que se começa a observar no nosso País, como já acontece noutros Países europeus onde é bastante conhecida, constitui um estímulo para que a Câmara possa reabilitar e conservar antigas vias e caminhos do meio rural, assim como a reabilitação dos valores patrimoniais, culturais ou até naturais a eles associados.

Nesse sentido já foram criados pela Câmara três percursos: Trilho da Foia, Trilho das Caldas-Picota e trilho dos Moinhos.

OS ESTRANGEIROS ADORAM A NOSSA TERRA E AS SUAS GENTES!

Também a iniciativa privada acredita nas potencialidades do nosso concelho, e para isso também tem trilhos por eles delineados.

É o caso duma Empresa que aproveita a janela dum conhecido Restaurante para aí fazer a sua publicidade:

Reza assim:

EXCURSÕES NA SERRA DE MONCHIQUE COM GUIA E EM LÍNGUA ALEMÃ.

Estes passeios dão-nos a conhecer melhor a região, pois afastam-nos dos itinerários mais concorridos. É adequado para todas as idades e serve perfeitamente para iniciantes, mesmo aqueles que não estejam habituados a caminhar.

É uma oportunidade para conhecer esta terra e as suas gentes, respirar ar puro, beber água fresca das fontes da serra e conhecer pessoas simpáticas. Tire partido da nossa experiência e conhecimento para ficar a saber mais do que está escrito nos guias turísticos.

Depois do passeio, terá uma visão diferente da região e ficará surpreendido(a) com a variedade de informações que a excursão oferece.
Passeamos por diferentes e adoráveis caminhos, de fazenda em fazenda passamos por lindos socalcos feita de muros de pedra, construídos à mão e às vezes ainda cultivados.

Encontramos por vezes porcos ibéricos, passamos por sobreiros, eucaliptos, medronheiros e bosques de pinheiros. Nas visitas a aldeias quase desertas, viajamos pelo passado através de histórias e testemunhos dos antepassados e sentimo-nos próximo da origem dos lugares, intactos até hoje.

Depois descansamos na nossa lindíssima “corte”, muito bem situada, um oásis de descanso. Os cheiros das diferentes flores selvagens e dos arbustos aromáticos seguem-nos pelos caminhos estreitos, até ao cume da picota. Em dias claros, toda a costa sul do Algarve estende-se aos nossos pés e a vista perde-se pelo mar fora.

1 comentário:

Anónimo disse...

Quando nos modernizamos?
Quando mais tempo temos que esperar, para perceber que a natureza natural é um bem com procura crescente?
Um Cluster,em linguajem moderna.
Porque não incentivamos mais o turismo de Montanha?

Ou a opcção "petroleo verde"versus eucaliptos,continua de pé?
Os Incêndios florestais são a nossa "guerra de guerrilha".
Nunca se vence!
O Mediterrâneo não suporta tanta "bomba atómica"filha do lucro imediato e fácil.
a Natureza sempre foi pródiga com o Algarvio!
Não necessitamos de "florestas"
Há que pensar em exterminar urgentemente tal praga.
O que restar...terá mais valôr e mais "prazo de validade"!
A desertificação é uma fatalidade...mas como a morte,quanto mais tarde melhor!

Emir

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor