08/06/09

PSD GANHA AS ELEIÇÕES EUROPEIAS EM MONCHIQUE!

A vitória foi de 30,37 % a quase cinco pontos do PS.

Assim o PS ganhou em Aljezur (26,69%), Lagos (27,52%), Portimão (25,97%), São Brás de Alportel (28,62%) e ainda em Vila do Bispo (33,38%).O PSD venceu nos restantes onze municípios do Algarve: Alcoutim (39,73%, 32,24% PS), Albufeira (30,86% PSD, 23% PS), Castro Marim (33,35%, mas com o PS a curta distância: 32,83%), Faro (26,55% PSD, 24,19% PS), Lagoa (26,68% PSD, 23,69% PS), Loulé (34,52% PSD, 22,93%), Monchique (30,37%, a quase cinco pontos do PS: 25,89%), Olhão (24,26%, mas com o PS colado: 23,42%), Silves (24,59% para o PSD, e 23,54% para o PS), Tavira (30,9 PSD, 27,17% PS), e ainda em Vila Real de Santo António (26,16% PSD, 24,05% PS).A maior vitória do PSD foi, assim, obtida no concelho de Alcoutim, onde alcançou 39,73% dos votos.

Fonte jornal Barlavento.

O Inquérito feito pelo blogue MONS CICUS, aqui ao lado, já nos dava essa possibilidade ao nos indicar o PSD como o mais votado. O BE também apresentava uma forte votação o que veio a verificar-se a nível nacional.

16 comentários:

Anabela Santos disse...

Em Monchique algo parece estar a mudar. O PSD já ganha de novo em Monchique, o que não acontecia nos últimos anos. Será este um bom prenúncio para as Autárquicas que se aproximam?

Será que de depois de 26 anos de poder absoluto, sete mandatos consecutivos, sem oposição, e de um Presidente em fim de ciclo, já a gozar a sua choruda reforma, ainda vamos ter de “gramar” os últimos 4 anos sem que nada de novo se vislumbre no horizonte. Quais serão agora as novas promessas, já que as antigas nunca foram cumpridas?

Anónimo disse...

É verdade. Até em Alferce o PSD ganhou. Foi uma razia, com a vitoria do psd em todas as freguesias.
Estes ares são de mudança...

Faltou o meu voto que se fosse, teria sido no BE, mas fico contente por ver que tudo pode mudar.

Adeus Tuta, vai gozar a reforma..

PS. Levas os teus comparsas todos quea malta tá farta das mesmas caras.

Anónimo disse...

isto foi o resultado da mentira ,do quero posso e mando,do mau viver dos portugueses,da corrupcao,ate as sondagens parecem feitas com a mentira ,que bem feito ainda devia ser pior um milhao de vezes,arrogantissimos a falarem para as tvs a se esgueirarem a cachimbarem que mal tratam os portugueses mentiroso,mentiroso,mentiroso

Anónimo disse...

Os ventos estão a mudar em Monchique.Força Rui André.Só tens de arranjar uma boa equipa.

Anónimo disse...

que temos em monchique?um presidente que ja era,uma nora que vai tentar outra vez a sorte na fonte dos choroes,um vereador que ja se foi,um jdm que tambem vai sobrevivende,um masmarracho quase no meio do alcatrao nas caldas,um mar aqui tao perto e a serra tao longe,os semafores na estrada de portimao que deixaram de funcionar a muito tempo e que nao fazem falta,o comercio local esta a morrer aos poucos,algumas estradas ate ja teem o mato no alcatrao e a construcao nem se fala e os servicos e ainda menos,morreram as madeiras,as frutas e os estrangeiros que viviam ca?como vai ser daqui pra frente?pra mim pior ainda.adeus e um abraco a todos

Anónimo disse...

Ao que se consta, o Rui André já começou a escolher a sua equipa.Para número dois, tudo indica que já está escolhido e se assim for é uma pessoa muito querida no Concelho.Falta o resto Rui. Boa sorte.

Anónimo disse...

Com tantos "anónimos" Monchique nunca vai sair do anonimato! Afinal o pessoal tem medo de quê!!!
Que medriculas!!!!

Anónimo

Maria Inácia Duarte disse...

O pessoal tem medo das pides partidárias, que agora são uma praga e fazem perder o emprego.
Afinal o Tuta acusa agora o desgaste de todos estes anos em que não fez nada pela terra e da sua constante ausência em banhos no litoral.
O desgaste até já contaminou os seus empregados da Câmara, do clube da bola, e demais clientelismos, que agora viraram a casaca.
Vejam lá que até o messinho do Alferce deixou de ser porteiro.
Bem hajam, aqueles que votaram pela mudança, embora eu preferisse o Bloco.

Maria Inácia Duarte

Luísa da Silva disse...

Quanto a pides, lá que elas existem, existem …
Eu, que sempre fui uma mulher de tomates nunca tive medo de homem nenhum, e muito menos de políticos, que são umas criaturas estranhas, enfeminadas, e fáceis de desmascarar.
Quanto ao senhor Tuta, eu acho que ele devia desistir e dar o lugar à Gracinha, que é a única capataz de bater o Ruizinho.
Luísa da Silva

Luísa da Silva disse...

Esqueci-me de dizer que ainda guardo na minha casa de Albufeira a tranca da porta da casa do meu avó de Monchique.
Ainda há dias foi por um triz que não dei com ela na cabeça de um brazuca, que tentava entrar pela janela sem ser convidado.
Muitas das pessoas que votaram à direita em Portugal e na restante comunidade votaram contra a imigração, que provoca desemprego, criminalidade e politica de subsídios.
E votaram também contra a proletarização de profissões académicas e tradicionalmente prestigiadas, que este partido tem tentado destruir.
Luísa da Silva

Anónimo disse...

O compadrio está entranhado até à medula na nossa sociedade. Já não há respeito nem regras para nada. Antigamente era sempre os mesmos sacrificados que iam para as mesas de voto. Ninguém queria assumir tal encargo porque era um frete que tinham que fazer todo o dia. Agora que são pagos e bem pagos, e ainda têm direito a lanches, já não falta quem queira participar nesse acto cívico. Chegam a estar na mesma mesa de voto membros da mesma família. É a desvantagem de todos nos conhecermos uns aos outros.

São quase sempre os mesmos que ocupam essa árdua tarefa, tornaram-se uma espécie de profissionais. O que os conhecimentos e as cunhas fazem por causa do dinheiro ou melhor a falta dele. Concordo perfeitamente que as pessoas que compõem as mesas de voto sejam remuneradas, só me custa a aceitar é que as mesmas (algumas repetitivas nessas funções) tenham emprego e assim impeçam desempregados e jovens estudantes de obterem uns euros que tanto jeito faz. Há pequenas grandes situações que nos vão desiludindo. Quanto toca a empregos na autarquia aí a música é outra. Os da terra só servem para os serviços, onde as habilitações são mínimas. Os quadros da autarquia, na esmagadora maioria, são recrutados de fora da terra vá lá saber-se o porquê?

Anónimo disse...

Caro amigo que escreveu o último comentário. Fique o senhor sabendo que este ano esteve em vigor um período de inscrições para prestar serviço nas mesas de voto.
As inscrições eram abertas a toda a população, bastava que, para tal procurassem informação junto do site da Câmara ou nas instalações da mesma.
Não tendo havido inscrições em número suficiente algumas pessoas, tal como eu foram chamadas a prestar serviço. E, de facto, só quem lá está para compreender a importância de ter presente pessoas que já percebem daquele serviço.
Os referidos desempregados, se tivessem realmente interesse em ir para as mesas de voto só tinham que ter prestado atenção ao caledário eleitoral e procurado informar-se junto das entidades competentes.
E se a questão é política, deve referir-se a heterogenidade presente nas diferentes mesas constituidas por simpatizantes dos 3 principais partidos que operam em monchique e alguns elementos pardidariamente neutros.
Pode até ter razão quanto aos funcionários, mas quanto aos membros das mesas, tenha a santa paciência.

Anónimo disse...

Meu caro anónimo de 11 de Junho de 2009 23:52

Ainda bem que você é um cidadão atento ao que se passa na nossa terra. Ao contrário de mim e de muitos outros cidadãos que consultando assiduamente o site da autarquia nunca encontraram, nem avisos, nem editais nesse sentido.

E continuo sem encontrar. Admira até que já o tivessem apagado, ao contrário do que acontece com outros editais ou avisos que ainda por lá continuam, o que é normal.

O senhor diz que: “não tendo havido inscrições em número suficiente algumas pessoas, tal como eu foram chamadas a prestar serviço.”

Uma dúvida ficou a pairar no meu espírito: O senhor foi das que se inscreveram atempadamente? Ou das que foram chamadas à posteriori por não haver pessoas suficientes?

Se foi chamado a prestar serviço à comunidade qual foi o critério utilizado?

Como vê não adianta tapar o sol com a peneira. Nós sabemos como as coisas são tratadas, há anos, cá no nosso burgo.

Só espero que nos próximos actos eleitorais estas dúvidas não tenham razões de existir!

Anónimo disse...

Boa malha! Do Anónimo do dia 12 para o Anónimo do dia 11. Os dois são Anónimos atentos; o Anónimo do dia 11 está atento com o que se passa na autarquia. O Anónimo do dia 12 está atento ao comentário do Anónimo do dia 11. Ao que parece nenhum dos outros Anónimos tinha reparado na "falha" do Anónimo do dia 11 detectada pelo Anónimo do dia 12.
Anonimáticas saudações deste vosso Anónimo.
Anónimo

Anónimo disse...

Caros amigos.
Para que não fiquem questões no ar, não sou funcionário municipal, nem quaisquer dos meus familiares directos o são (dos indirectos já não posso afirmar visto que nesta pequena vila somos quase todos tios e primos uns dos outros). Também não tendo por hábito fazer o beija-mão aos políticos cá da terra.
Assim, não encontro, neste sentido, razão alguma, daquela que os comentadores deste blog gostam de usar para fundamentar os actos e decisões em Monchique,para o meu nome constar nas listas de convocados para ter acento nas mesas de voto.
E se me chamarem numa próxima, irei com muita honra. De facto darão mais gozo do que desta feita, em que, tal como aqui foi afirmado, fiz um belo de um frete.
Porém, fico na esperança q os chefões da câmara, atentem ao que aqui é escrito e vão buscar mais elementos ao fundo de desemprego.
MAS, que chamem os responsáveis e trabalhadores, e não aqueles que vivem às custas do subsídio e dos cursinhos finaciados. Porque se assim for vai ser o caos nas próximas mesas de voto.
E dou por terminada, da minha parte esta conversa de esquina que este assunto já enjoa.
Passem bem.
P.

Luis disse...

Não tenho partido politico, nem partilho de ideologias, da treta.Voto nas autarquicas pelas pessoas, até como já aconteceu, votar numa pessoa para a câmara e para a freguesia votar noutra. Isto é votar em partidos diferentes, pois, as pessoas é que contam para mim.Contudo, acho que os anónimos, fazem comentários que não merecem comentário,porque não sei para que estou a falar. Contudo, estes resultados, não significa, uma vitória nas autarquicas para o PSD. Quer o PS ou PSD ainda não fizeram quaisquer, promessas, para que possam ser julgados. Acredito que o DR.Rui André, possa ter bom votos, mas o Dr. Carlos Tuta, vencerá de certeza as próximas autarquicas, pois, ele já fez alguma coisa em prol das pessoas de Monchique, verdade é que, já lá está à algum tempo.O PSD, até deixam os cargos de vereadores a meio do caminho.Não sei em que vou votar, independetemente, de ser amigo de pessoas do PSD e PS.Obrigado!

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor