22/08/08

PERCURSOS PEDESTRES!

(clique em cima das imagens para ampliar)
Trilho da Foia a grande decepção!

O mesmo só existe, praticamente, no papel. No terreno os raros sinais que existem são encontrados, somente, na estrada de alcatrão.

Tentando saber mais sobre os percursos pedestres, na nossa terra, podemos obter o Guia de percurso pedestre editado pelo Turismo de Portugal Algarve. Aí somos informados nas suas páginas de muitos percursos pedestres do Algarve. No que diz respeito a Monchique nele encontramos o trilho da Foia, onde um mapa sinaliza o início do percurso, a vista panorâmica, a zona de carvalhos e castanheiros a vista panorâmica e o miradouro.

Podemos ler ainda no mesmo:

Iniciando o percurso na Foia, e seguindo na direcção de Pegões, a vista estende-se sobre a encosta norte. Poderá ver-se um conjunto notável de espécies da flora portuguesa, sendo o tojo-do-sul, a urze-branca, a adelfeira e o feto-do-monte algumas das mais usuais.

O percurso continua por zonas de eucaliptal que ocupam uma importante área da serra de Monchique, outrora dominada por carvalhos (sobreiro, carvalho-português, carvalho de Monchique). Na descida, depois de Montes da Fóia, a paisagem muda para sobreiros e para alguns castanheiros e pinheiros- bravos dispersos na paisagem.

A vista panorâmica é agora para sul, sobre montes e vales. Em seguida, o percurso desenvolve-se por estrada asfaltada. Nesta zona, a paisagem é dominada por eucaliptais e pinhais. Depois de algumas centenas de metros, o percurso continua por carreiros, através duma subida em que a vegetação arbustiva é dominante (por ex. esteva, tojo-molar, rosmaninho, rosmaninho-verde, sanganho-mouro e roselha).

A meio da subida também se poderá contemplar a paisagem sul. De volta à Foia, é possível avistar o litoral e o oceano a partir do miradouro e em dias pouco nublados. A águia de Bonelli ou o lagarto-de- água são duas espécies ameaçadas que têm na serra de Monchique um dos seus refúgios em Portugal. Para além destas, há registo de presença de um grande número de espécies de aves, répteis e anfíbios, o que é uma valia adicional do percurso.

Também o site da Autarquia disponibiliza mais informação sobre o trilho da Foia e outros trilhos. Até um órgão de informação regional
fazia eco desta informação em 2007. O incauto Pedestrianista, que cada vez mais nos procura, acreditando em toda esta informação chega ao terreno e acaba a sofrer uma enorme decepção. Ninguém consegue percorrer o trilho com esta informação. As placas que deveriam sinalizar todos os percursos, em caminhos antigos, pura e simplesmente não existem. Infelizmente é assim que o turismo, que deveria ser cada vez mais acarinhado por todos nós, é tratado no nosso concelho!

Sem comentários:

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor