13/05/07

UMA CALDEIRA A CAMINHO DA REFORMA!


ESTA É UMA CALDEIRA QUE TANTO MEDRONHO DESTILOU!

Com as novas exigências, e porque o imposto sobre o álcool não perdoa a quem produz medronho, nada mais resta a muitos produtores do que vendê-las como peças de museu. Para muitos, cumprir todas as formalidades legais, mesmo que sejam bastante simples, torna-se demasiado exigente, para quem tem já uma idade avançada e não gosta, mesmo nada, de lidar com a burocracia.

2 comentários:

Anónimo disse...

Caldeiras,nao faltam.

Medronho,está de fim de resto.

Na década de 50,produzia-se(calcula-se)no concelho,50.000 litros.
80% era consumido "cá dentro".

"Um pobre para estar contente, ou está bébado ou é parvo,ora eu bébado não estou...e parvo não sou"

como hei-de estar?

Faz parte do carácter do Monchiquênse esta filosofia!

O problema do Medronho,Podia e Devia ser visto com outros olhos pelos responsáveis!


Este " Produto" parece conter todos os ingredientes para ser tão raro e caro ,como o Linçe!

Mas....ainda não conseguiu "globalizar-se.
Esse é o único problema!

Neste mundo em tranformação rápida só se sobrevive...lutando!
O problema do nosso néctar,o Medronho..são vários.
O principal será a jusante!
A comercialização!

A maior quantidade que se possa juntar em Entreposto Comercial,será ,quiçá,uma gota de água no mercado mundial.
E só no mercado global(que tudo mata e tudo cria)o Medronho seguirá pelo caminho das coisas raras e belas com que a Natureza Mãe nos regalou.

Haja investidores a sério!
Haja bons gestores que conheçam mercados e nichos de mercado(para o caro e raro).
Haja boa mesa de provadores.
Haja qualidades top de gama.
Haja quantidade mínima.
Por esta ordem....e haverá dinheiro para ganhar com trabalho honesto.
Se houver dinheiro,haverá pressão sobre eesa actual caricatura de legislação.... que SÓ ATRAPALHA,encarece e faz desistir de TRABALHAR com e para a Natureza!

"De verão sombra,de inverno comida"
Diz a perdiz para o perdigão"-da medronheira.

Toninho da Foia

Anónimo disse...

A aguardente de medronho é uma riqueza de Monchique e do país.

Se outros países o tivessem, de certeza que o vendiam a peso de ouro e os consumidores iriam vê-lo como um produto raro e de qualidade. Nós podemos fazer o mesmo!

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor