13/09/10

IMAGENS DA TOURADA REALIZADA EM MONCHIQUE!


Clique em cima das imagens

A mesma teve lotação esgotada!

Foi assim alcançado, com êxito, os objectivos a que os seus promotores se propuseram que era angariar fundos a favor da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Monchique a atravessar uma crise económica. A população aderiu em massa, muito embora a mesma fosse precedida de alguma contestação social, conforme nos relata aqui o Jornal Correio da Manhã.

15 comentários:

Zé Pinto Magro disse...

FINALMENTE EXISTE DEMOCRACIA EM MONCHIQUE!

Os acontecimentos recentes só provam que existe liberdade!

Todos se podem manifestar independentemente das suas ideologias das suas convicções e nacionalidades. Até os antigos apoiantes do anterior regime dizem o que muito bem entendem. Embora anonimamente como é seu timbre.

E os comentários neste blogue é a melhor prova disso, que foi e continua a ser um arauto e símbolo da liberdade. Não existe nenhum outro onde se possa debater ideias e fazer comentários livremente. É pena que tal aconteça.

Era bom que algum dos apoiantes conotados com o anterior regime criassem um blogue, manifestamente de oposição, onde se pudesse também livremente comentar em vez de estarem sempre a criticar sem qualquer nexo o trabalho dos outros. Porque esses blogues até já existem, actualmente, só que não servem rigorosamente para nada.

Mas isso é algo que podemos esperar sentados que nunca irá acontecer. E se porventura acontecesse esse simulacro de intenções, ninguém acreditava na sua imparcialidade. Por isso ninguém os visita. Como já acontece actualmente com os que tentaram sem êxito esse objectivo. Era mais um a ter o fim traçado.

O prestígio só se constrói com trabalho lisura e dignidade!

Anónimo disse...

Zé Pinto Magro, qual é o blogue que se refere como sendo da oposição?

Quero lá ir picar e dizer-lhes das boas! :)

Zé Pinto Magro disse...

Resposta ao anónimo!

Em baixo está o link que se pode copiar para ver o blogue oficial onde é feita actualmente em Monchique oposição ao actual presidente da autarquia de Monchique.

http://psmonchique.blogs.sapo.pt/

Homem da Luta disse...

Zé Pinto Magro, o senhor critica o anonimato mas utiliza um pseudónimo para escrever aqui no blog do seu companheiro Sonhador. Diz o roto ao nu. Aliás, a sua escrita em muito se parece com Marias Laurindas e outros pseudónimos criados para distribuir charme pelo Mons Cicus. A democracia que existe em Monchique é tanta que até um jornalista levou na cabeça quando tentava fazer o teu trabalho na manifestação anti-touradas. A democracia é tanta que está a haver perseguição política a alguns dos membros do anterior executivo na câmara. A democracia é tanta que o clube da bola para receber algum apoio da autarquia é um enredo. A democracia é tanta que se prometem lugares a pessoas que depois não ficam. Viva à democracia e à transparência que se vive em Monchique actualmente.

Anónimo disse...

Sr. Homem que luta;
Informe-se antes de falar, pois há alturas em que perdemos por não estarmos calados.
E já agora essa dos anónimos e dos pseudónios também serve para si, que também se esconde por de trás de um, para mim e para muita outras pessoas, achando eu que cada um se mostra como quer, mas por sua tamanha insistência nestas criticas faço-lhe uma pergunta que já lhe foi feita e não encontrei resposta, o Sr. luta pelo quê???

Zé Pinto Magro disse...

Ao homem da luta:

Só lhe vou responder porque o senhor é um homem educado e não envereda pelo insulto fácil como costuma acontecer aos que perdem a razão dos seus argumentos.

No que diz respeito ao anonimato eu bem gostaria de revelar o meu nome, talvez o mesmo não aconteça consigo, mas não o faço por causa do preconceito que existe na nossa sociedade.

Como sabe em Monchique todos nos conhecemos e quando aparece um outsider que nada tem a ver com a política da terra o caso muda de figura.

A sua reacção ao conhecimento da minha identidade seria a seguinte: “eu logo vi que era este gajo que escrevia isto”. E assim perdia-se todo o interesse naquilo que eu vou escrevendo mesmo que seja pouco apreciado por quem nos lê.

No entanto vou desmontar os seus argumentos por causa da falta de democracia:

1ª. questão: “A democracia que existe em Monchique é tanta que até um jornalista levou na cabeça quando tentava fazer o seu trabalho na manifestação anti-touradas”.

Esta primeira questão não merece reparo por ser tão óbvia a conclusão!

2ª.questão:“A democracia é tanta que está a haver perseguição política a alguns membros do anterior executivo na câmara.”

Resposta:” Sabe que isso não corresponde à realidade a mesma peca por um exagero desmesurado.

Porque não é mais claro nas suas afirmações e diz o que tem a dizer claramente que é o seguinte: um assessor político ao serviço do anterior executivo foi dispensado dos seus serviços por não merecer a confiança política do actual executivo, mas voltou a exercer as funções da sua antiga categoria na autarquia. Assim é que está certo. Todos sabemos os motivos porque é que isso aconteceu e quanto a isso não há nada a dizer.

3ª.questão:“A democracia é tanta que o clube da bola para receber algum apoio da autarquia é um enredo”.

Resposta: Pois é assim, de facto! Mas isso nada tem a ver com democracia tem mais a ver com burocracia. E como todos sabemos casa onde não há pão todos ralham e ninguém tem razão.

Veja o que se passa com os bombeiros, que bem necessitados estão de ajuda económica por parte da autarquia e o que estão obrigados a fazer pela sua sustentabilidade.

4º questão:“A democracia é tanta que se prometem lugares a pessoas que depois não ficam”.

Resposta: Todos são é incentivados a concorrer o que é diferente. Ninguém promete nada.

Para não suceder o que acontecia no pretérito. Estavam habituados a entrar na autarquia pela “porta do cavalo” sem qualquer tipo de concurso com o beneplácito do anterior executivo e a partir daí já davam o emprego como certo para toda a vida.

Primeiro entravam como contratados a prazo. Depois legalizavam a situação abrindo concursos para o efeito onde já todos sabiam previamente quem eram os felizes contemplados. Como isso agora não vai acontecer daí toda esta polémica.

Continue a ler em baixo...

Zé Pinto Magro disse...

Agora as regras passaram a ser outras:

Há uma mudança de paradigma nos concursos:

Vai haver um júri, com vários elementos. Todos têm as mesmas oportunidades. O presidente da autarquia não vai fazer parte do júri.

Agora como o mesmo vai ser feito é que está o busílis da questão. É com a apreciação das maiores habilitações literárias do melhor currículo ou com prova escrita?

Não sei! O que sei é que há fortes candidatos com todo o tipo de habilitações académicas para o provimento das vagas. Por isso a apreensão e a revolta dos candidatos que já exerceram funções na autarquia, contratados, por verem assim a sua possibilidade diminuir face à forte concorrência.

Instituiu-se neste País a cultura do facilitismo do compadrio e das cunhas, quando mudam as regras os privilegiados do sistema já não gostam!

Porque a verdade tem de ser dita nua e crua. A verdadeira luta que muitos travam é a obtenção dum “tacho”pelo caminho mais simples que todos anseiam mas só alguns conseguem!

Só concordo consigo na última parte do pequeno texto, quando diz: “Viva à democracia e à transparência que se vive em Monchique actualmente.”

Aqui sim estou completamente de acordo com esta sua última afirmação por ela ser rigorosamente verdade!

Anónimo disse...

Zé Pinto magro eu acho que a CMM tem bons funcionários alguns jovens da terra que devem ser aproveitados e não deitados fora por causa destes concursos. Foi para acabar com os tachos e tachinhos e tudo para os de fora e nada para os bons funcionários de cá que eu votei psd.

Anónimo disse...

Queremos saber o resultado financeiro da tourada. façam favor de divulgar, toda a gente está à espera de s se os Bombeiros se vão salvar, o se a venda de bilhetesi salvar alguem!

Galo disse...

Senhor Zé Pinto Magro!

Percebe-se que o senhor está muito bem informado e por dentro do que passa na Câmara e á volta...

Com todo esse conhecimento só pode lá estar dentro... E tem interesse e beneficios em defender o executivo...

Posso garantir-lhe que a promessa de trabalho em vão...Foi feita!!!
E o cargo que era não precisava de concurso para entrar, pelo menos não foi necessário pra quem entrou!!!
Que, por sinal, já tá de saida...
Lá vai abrir concurso para o lugar, querem ver!!...

Ah!Sr. Pinto Magro tá a fazer bem o seu papel, só diz o que lhe convém, ou que lhe pedem pra dizer...

O Galo




Mas

Anónimo disse...

Esta tourada realizou-se supostamente para ajudar a ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MONCHIQUE...mas fala-se aqui de tudo um pouco menos do resultado da mesma!?
A pergunta já foi feita...será que a receita ajudou a instuição ou ajudou alguém?
Senhor sonhador, o senhor já demonstrou que está sempre atento ao que se passa na nossa linda vila, por isso não deixe passar muito mais tempo, o povo foi em massa ver a tourada porque gostam de tourada e também para ajudar aquela "NOBRE" instituição...
As pessoas aderiram, agora querem saber o resultado...
Porque é que o Senhor presidente da direcção daquela tão "NOBRE" casa, não vai para os jornais e dá uma entrevista a divulgar os resultados e a agradecer todos aqueles que compraram os seus bilhetes e contribuiram para a ajuda dos Bombeiros?
Primeiro andou a fazer barulho por tudo e por nada, agora nem se ouve...estranho!
É tempo das pessoas se interessárem mais por estas instituições e tentarem saber o que se passa no interior das mesmas...
Gostava de obter uma resposta

Zé Pinto Magro disse...

Resposta ao Galo das 12:24

Concursos abertos para os quadros da Autarquia de Monchique!

A confusão está instalada entre todos os funcionários da Autarquia e mais ainda entre os que trabalham na mesma e não fazem parte dos quadros.

São pelos menos sete ou oito que estão nessa situação a exercerem as funções de advogados, economistas, geógrafos, engenheiros do ambiente e licenciados em contabilidade, que não fazem parte dos quadros e agora concorreram aos lugares abertos. Todos tinham entrado pela “porta do cavalo” na anterior administração. Agora estão todos contra o Presidente.

No entanto o concurso, agora aberto, tinha tudo para dar certo.

A realização do mesmo foi entregue a um funcionário licenciado em recursos humanos que faz parte dos quadros da autarquia.

O funcionário em causa era considerado, pela anterior administração, como um dos mais competentes, senão mesmo o mais competente, devido à confiança política que nele tinha sido depositado.

Em face de tal “currículo” foi-lhe atribuída a difícil responsabilidade de organizar os concursos.

A responsabilidade recaída sobre os seus ombros dava-lhe a possibilidade demonstrar aos mais cépticos que não iria deixar por mãos alheias os seus méritos de competência e imparcialidade.

Afinal o que se está a passar? A confusão total!

Ninguém quer fazer parte dos júris dos concursos, nomeados pelo funcionário competente, porque todos alegam que não têm condições para exercer cabalmente as funções que lhe são atribuídas por os concursos não estarem bem elaborados. Dizem eles. Percebe-se a razão!

E tudo isto está a acontecer porquê?

Porque o concurso feito nestes moldes, ao contrário do que acontecia anteriormente que dava a possibilidade de quem já trabalhava na autarquia concorrer e ganhar sem oposição de ninguém por os concursos serem feitos com prova escrita elaborados à medida de cada um.

Agora os mesmos se forem feitos, somente por entrevista e avaliação curricular, como está previsto vai dar muita mexida e reclamação por parte de todos. Porque os critérios de avaliação são subjectivos.

Tudo porque ninguém estava à espera de aparecer a concorrer, pela primeira vez, tantos candidatos com todo o tipo de habilitações até superiores ao que era exigido no concurso.

No final quem sai prejudicado com toda esta balbúrdia é a imagem do presidente da Autarquia porque não foi seguido os métodos tradicionais que já vinham de trás. Isto é concursos feito à medida para cada candidato.

A pergunta que se impõe é a seguinte: porque não seguiu o funcionário os métodos antigos para agradar aos nomeados para o júri e também aos companheiros de trabalho, alguns até bastante amigos, ou tudo foi feito com premeditação para lançar a confusão? Ou só agora é que se preocupou com a legalidade. É o que alguns pensam mas estão calados.

É por tudo isto que o Povo diz, com ou sem razão, que há muitos agentes subversivos que continuam dentro da “carruagem” a colocar grãos de areia na engrenagem camarária para que a mesma emperre a tal ponto que tenha mesmo de parar.

O presidente que continue a ser ingénuo e bem intencionado, como tem acontecido até agora, porque quando abrir os olhos já será tarde demais.

Bombeiro de Serviço disse...

A Inveja é o pior inimigo do anónomo que publicou o comentário em 24 - 17.02 !

Demonstra completo desconhecimento da realidade assim como um afastamento de nós, Bombeiros (porque não queremos acreditar que seja má fé!).

A Tourada foi um êxito completo e, o Anónimo, só não sabe os resultados possivelmente porque nunca nos quiz ajudar mas sim ...falar mal de tudo e todos.

Por acaso é Sócio dos Bombeiros ou é ... mais Um má língua e incapacitado de algo, a favor de terceiros, fazer ??!!
Se o é tem toda a liberdade de se informar (ao Cêntimo)dos completos resultados.

Nós já o fizemos.

Mas com certeza que nunca pensou ajudar-nos pelo que demonstra completo alheamento da realidade e ... uma grande dose de inveja!

Cure-se e ... aprenda a colaborar connôsco pois o Povo de Monchique merece melhor.

Homem da Luta disse...

Sôr Zé Pinto Magro, visto ser uma pessoa por dentro do que se faz nos paços do concelho, explique-me porque razão o nosso presidente ainda não homologou as classificações dos funcionários relativas ao ano 2009. Segundo se sabe, todas as restantes entidades autárquicas no concelho já o fizeram, excepto a principal. Porquê?

Zé Pinto Magro disse...

Resposta ao homem da luta!

Eu não sei a pergunta que me faz. Também não posso saber tudo o que se passa na Autarquia. Como sabe isso está dividido por quintas. E cada um é dono da sua sem dar cavaco a ninguém.

Foi assim no passado e continua a ser assim no presente. Agora com maior acuidade. Só sei o que o povo comenta em relação às matérias que lhes dizem directamente respeito. E o senhor sabe o porquê de tal situação que vem do ano de 2009?

Já agora também gostaria de saber se um puder elucidar, já que o senhor é um dos principais interessados, nessa e noutras matérias, relacionados com a administração da autarquia.

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor