05/07/07

CADEIRA DE TESOURA GIGANTE!


(clique em cima da foto para ampliar)

Simplesmente, a maior cadeira de tesoura, que já foi feita em Monchique digna de entrar no guiness book. Tem as seguintes dimensões: altura 2,36 m, comprimento 2,20 m e largura 1,06 m.

Para se construir uma cadeira são necessárias várias ferramentas, as quais, a maioria, não é conhecida de grande parte do público, como por exemplo: rebote, arco de pua, cepilhe, garlopa, plaina, junteira, lima, formão, badame, serra, serra de rodear, compasso, guilherme, furador, prensa, martelo, maço, graminho, grosa e raspador. Hoje, algumas, já estão caídas em desuso.

Todos estes nomes me são familiares. Não admira sou filho dum homem que mais tempo de vida dedicou às cadeiras de tesoura, trabalhando incansavelmente de dia e de noite pelo grande amor que tinha à sua profissão, o qual muito deu de si próprio, contribuindo para o seu grande prestígio e engrandecimento.

A origem do modelo destas peças pensa-se que remonta à época romana. Um dos artesões, actualmente, com mais mediatismo na profissão introduziu significativas alterações, com o intuito de as tornar mais cómodas. É da sua autoria o desenho e construção da cadeira gigante, o seu nome é José Leonardo Salvador.

A madeira mais utilizada presentemente é o amieiro mas em tempos também se utilizava a madeira de acácia e o castanho e outras mais, que entretanto foi caindo em desuso devido ao seu peso, e ao custo que implica, de as mesmas serem transportadas de avião por parte dos turistas.

A cadeira de tesoura é hoje um dos símbolos consolidados do artesanato de Monchique e consequentemente do artesanato Algarvio. As cadeiras de tesoura são resumidamente bancos em madeira, com um desenho que faz lembrar uma tesoura, daí o seu nome.

A cadeira articula-se em torno de um eixo de arame colocado no interior de várias peças de madeira que constitui a sua estrutura e que se move como lâminas de tesoura, quando esta abre e fecha.

Tornaram-se por serem únicas no mundo, um ex-líbris da nossa zona, reconhecidas mundialmente como sendo tipicamente um produto genuinamente de Monchique. E assim deve continuar… para o engrandecimento e prestígio da nossa terra.

2 comentários:

antonio disse...

ok,

Anónimo disse...

É sempre bom ver a nossa cultura e as nossas tradições serem assim tão bem tratadas!

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor