19/09/08

O CÓDIGO DE TRABALHO FOI APROVADO!


A proposta de revisão do Código de Trabalho foi aprovada, na generalidade, com os votos favoráveis do PS, abstenções do PSD e CDS-PP e os votos contra da oposição de esquerda e de quatro deputados socialistas.

A grande notícia de hoje no DN e no Público – manchete de primeira página em ambos os casos – é a reivindicação de liberdade de voto para os casamentos gay, por parte de uns 20 a 30 deputados do PS.O outro tema em debate na Assembleia da República – o Código do Trabalho – é abordado pelo DN em página interior e é silenciado pelo Público.Isto, apesar de o Código do Trabalho ser votado hoje e de a votação dos casamentos gay estar marcada para Outubro.Isto, apesar de, no primeiro caso estarmos perante uma questão maior, estruturante e, no segundo caso, estarmos perante uma questão epidérmica, digamos assim.

Mas... os média cumprem a sua função: gritar muito sobre o acessório para abafar o essencial.Todavia, estas notícias suscitam outras, e mais pertinentes, observações.Registe-se o facto de a posição tomada pelo chefe do grupo parlamentar do PS – Alberto Martins – ao alegar que o PS não pode votar a favor dos casamentos gay porque não tem legitimidade eleitoral para o fazer, isto é: porque não prometeu fazê-lo em programa eleitoral... É o que se chama elevar a hipocrisia e a falsidade aos seus níveis máximos: em primeiro lugar, porque o que diz Alberto Martins não é rigorosamente verdade em relação ao caso dos casamentos gay, dado que a moção de Sócrates, aprovada pelo Congresso do PS em Dezembro de 2007, colocava explicitamente essa questão; em segundo lugar, porque Alberto Martins sabe que o PS jamais se preocupou em cumprir as promessas positivas que faz em campanha eleitoral de caça ao voto, primando, isso sim, pelo seu não cumprimento.

Registe-se, igualmente, o facto, por demais significativo, de esses 20 a 30 deputados do PS não terem sentido necessidade de reivindicar a liberdade de voto no que respeita ao Código do Trabalho – neste caso com toda a legitimidade eleitoral, conhecidas que são as promessas eleitorais feitas pelo PS sobre a matéria.E essa é a questão principal.Porque é cumprindo a sua missão de representantes fiéis dos interesses do grande capital que o Governo e os deputados do PS apresentam este Código do Trabalho.

Não tenhamos dúvidas; o Código do Trabalho vai ser aprovado, hoje, na Assembleia da República com os votos dos deputados do PS - e, ao que parece, com as abstenções tácticas do PSD e do CDS, os quais, sabendo que os seus votos não são necessários para o monstro passar, procedem a um distanciamento eleitoralista em relação a uma lei que sabem saber (e com isso se congratulam) , nesta matéria, a mais retrógrada, a mais reaccionária, a mais anti-civilizacional de todas as leis aprovadas em Portugal depois do 25 de Abril.Como incisivamente acentuou o deputado comunista Francisco Lopes, com este Código do Trabalho, «pela mão do PS escreve-se uma página negra dos direitos e interesses dos trabalhadores e da vida do País».

Pela mão do PS... uma vez mais a juntar a tantas outras em que, ao longo dos últimos 32 anos, o PS se assumiu, de facto, como o partido da contra-revolução de Abril.O Código do Trabalho vai passar na Assembleia da República, coração da política de direita...Mas não passará nas ruas - coração da luta dos trabalhadores e das massas populares.Luta que vai continuar.Luta que vai intensificar-se.Luta que vai ampliar-se.Como veremos no próximo dia 1 de Outubro - e nos que se lhe seguirão.
Texto escrito por um anónimo.

2 comentários:

Anónimo disse...

O Partido Socialista,hoje em dia, actua como se fosse um Partido de Extrema Direita e o Primeiro Ministro como um Hitler.

Crameia disse...

Consultando o diccionário de português que se encontra na página inicial, Casamento significa: «União legitima entre homem e mulher». "Gay" é um estrangeirismo, o dicccionário não encontra significado. Portanto há que arranjar outra denominação para descrever as uniões entre "rabetas".

Crameia

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor