01/12/10

AS PORTAGENS NAS AUTO-ESTRADAS E AS INJUSTIÇAS QUE SE ESTÁ A COMETER POR CAUSA DAS MESMAS!


Acham injusto pagar portagens nas auto-estradas? {clique aqui}

Então o que dirá o autor deste blogue que está a ser notificado, por carta registada com aviso de recepção, a pagar taxas de portagens mais os seus custos administrativos por supostamente a matricula do seu veiculo estar a cometer essas infracções, numa região a kilómetros de distância da sua habitação.

A matrícula é de facto pertencente à minha viatura só que a mesma nunca percorreu nesses dias, nem noutros quaisquer, tais itinerários, os quais eu próprio desconheço. Em face de tal injustiça foi feita de imediato uma reclamação por telefone e de seguida por E-mail a explicar toda a situação à empresa Ascendi.

Dois dias depois voltei a telefonar para confirmar a recepção do E-mail e depois de tal confirmação ser positiva voltaram a informar-me que iria receber nova notificação com mais infracções para pagar. No entanto o assunto já está a ser tratado, dizem-me, mas como a lista é extensa nada mais posso fazer do que aguardar para receber uma resposta à minha reclamação.

Mas então que sistema electrónico é este implantado nas auto-estradas que permite que se criem estas injustiças. O que é que funciona mal? O sistema não consegue ler com rigor as matrículas dos veículos à sua passagem? Ou algo de mais grave está a ser praticado por outros cidadãos para se furtarem a pagar portagens e a imputarem responsabilidades a inocentes?

Era estas e outras perguntas que eu gostaria que me respondessem e para a qual não encontro respostas plausíveis às minhas interrogações!
Post-scriptum
O assunto deste post, aqui tratado, que originou este processo foi dado pela empresa em causa como arquivado. Veja a resposta que foi dada pela
mesma lendo nos comentários.

4 comentários:

Anónimo disse...

Amigo Sonhador em face da injustiça de que está a ser alvo já outros passaram pelo mesmo. E só depois de passarem por elas é que sabem dar o valor. Enquanto isso não acontece ninguém lhe dá a devida importância porque pensam que isso só acontece aos outros.

As leis só servem para favorecer os aldrabões os corruptos e os gatunos. Para os honestos não há leis que os protegem. Quando estão confrontados com estas situações nenhuma autoridade quer ser responsável por o que está a acontecer. Ninguém nos indica qual o melhor caminho a seguir. Ainda por cima acabam é por levantar ainda mais problemas como que a duvidar do que declaramos.

Além dos transtornos dos incómodos e das deslocações que se tem de fazer temos que lidar com uma série de burocracia em que nos temos de envolver para nos podermos defender do que nos acusam.

A lei deveria ser feita de uma forma muito simples. Quem acusa: neste caso a empresa, deveria ela própria apresentar automaticamente sem que ninguém lhe pedisse as provas de tais infracções.

E como não apresenta essas provas em tempo real ao menos que fosse célere a apresentá-las quando para tal fosse solicitado. Se houve infracções ela ficou registada. Se ficou registada só tinham que disponibilizar a fotografia, ou documento similar, da infracção onde se podia ver claramente a marca, a cor do carro e obviamente a matrícula.

Mas como isto é um do País do faz de conta manda-se a conta para pagar sem provas e depois o cidadão honrado e inocente que se desenrasque a arranjar provas e argumentos para sair do imbróglio em que o meterem.

Sei bem do que falo porque já fui envolvido numa situação semelhante e sei bem as “passas do algarve” que tive de enfrentar para me ver livre da situação que demorou tempo a mais até estar resolvido.

Crameia disse...

Na minha modesta opinião penso que o amigo Sonhador devia expôr a situação à DECO (defesa do consumidor). Eles dão-lhe as indicações correctas do modo como deve proceder.
Essas coisas não se tratam com E-mails nem com telefonemas. Quem recebe esse tipo de comunicação pode ser um funcionário qualquer que se esteja "borrifando" para o assunto. Deve ser em carta registada com aviso de recepção dirigida ao presidente de administração do organismo em causa. Cabe a eles fazerem prova daquilo que o acusam.

Rui Duarte

Sonhador disse...

Obrigada Rui Duarte pelos seus conselhos.

Na ausência de resposta à minha reclamação já tinha pensado nessa e noutra hipótese para além das que já fiz.

É sempre um prazer renovado ler os seus comentários, o que diga-se em abono da verdade já tinha saudades dos mesmos.

Um abraço amigo

Sonhador disse...

Processo de Notificação Arquivado

Este post que motivou a minha indignação e consequente reclamação já teve a resposta da Empresa em causa, muito embora a resposta não seja esclarecedora ao ponto de se saber o que aconteceu concretamente.

A resposta foi a seguinte que se transcreve em baixo:

Estimado Cliente,

Acusamos a recepção do seu e-mail, o qual mereceu a nossa melhor atenção.

Em resposta, e depois de analisada a fotografia da(s) passagem(ens), confirmou-se o
fundamento da sua exposição, pelo que se solicita que considere o supramencionado
processo de notificação como arquivado.

Lamentando a ocorrência, apresenta-se a V.Exa. sinceras desculpas pelo incómodo
causado.

Para qualquer informação adicional, não hesite em contactar-nos.

Com os melhores cumprimentos,

Ascendi
Linha de Apoio - 707 20 25 25
Dias úteis das 9h-21h
Sábados das 9:30h-18:30h

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor