11/03/09

BARBELOTE E O SEU VELHO CASARIO!

(clique em cima da imagem para ampliar)
A Foia é o ponto mais alto a sul do Tejo!

E é deste verdadeiro e impressionante miradouro natural que se avista parte do Algarve e do Alentejo que vai desde Vila Nova de Milfontes a norte e a Albufeira a sul.

É também daqui da Foia que se avista, logo ali, em primeiro plano, o casario em ruínas duma pequena aldeia do Barbelote onde outrora viviam famílias dedicadas à agricultura, onde os socalcos ainda estão bem visíveis de toda essa actividade agrícola, e que hoje está completamente desabitada e em abandono total.

Vemos também todo um complexo montanhoso funcionando como uma barreira aos ventos provenientes do atlântico cheios de humidade, que em colisão com os mesmos, provocam a precipitação que fazem de Monchique uma das terras de maior pluviosidade a sul de Portugal. Os mais antigos gostavam, até, de apelidar Monchique de o “penico do céu”.

Talvez por isso, por haver aqui, umas características tão especiais se desenvolvem uma flora de espécies únicas como a Adelfeira ou o Azevinho, que só a sul, na nossa serra, faz a sua aparição, ou a nossa, tão conhecida, Rosa-albardeira ou ainda a Eupforbia monchiquensis uma planta endémica. Por tudo isto, e muito mais, Monchique é um local aprazível onde dá imenso prazer visitar.

3 comentários:

Zé Besugo disse...

O ponto mais alto a sul do Tejo é Sierra Nevada!

Anónimo disse...

A expressão "Penico do Céu" foi primeiramente utilizada e difundida pelo Professor Orlando Ribeiro, o Mestre da Geografia Portuguesa, na sua obra "Portugal, O Mediterrãneo e o Atlântico" quando se referiu ao quadro fisiográfico de Monchique.
Pode comprava-lo aqui, neste artigo da Revista Finisterra, escrita pela Professora Carminda Cavaco, também ela uma algarvia de gema.

Anónimo disse...

O link para o artigo de Carminda Cavaco é artigo é:

http://www.ceg.ul.pt/finisterra/numeros/2006-82/82_02.pdf

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor