09/06/11

MONCHIQUE E A SUA AGRICULTURA DE SUBSISTÊNCIA!


Trabalhar na Agricultura será assim tão mau?

Com a crise que estamos a atravessar ouvimos cada vez mais insistentemente que muitos dos nossos conterrâneos têm que voltar novamente a trabalhar no campo. Será assim? Monchique sempre foi um concelho predominantemente rural.

Por as pessoas nunca se questionarem sobre os problemas que pudessem surgir, pela ambição desmedida do suposto progresso, é que chegamos até aqui onde os campos foram paulatinamente ficando abandonados e a agricultura deixou de fazer parte do futuro da juventude. Os tempos assim o permitiram.

Os Agricultores quiseram para os seus filhos um futuro melhor. Todos tiveram oportunidade de estudar. Quem é que os pode levar a mal. Agora que deixou de haver emprego, principalmente no Estado para tanto candidato, qual será o seu futuro? Ninguém sabe!

O que sabemos é que trabalhar no campo não é desprestigiante para ninguém. Bem pelo contrário. O trabalho não é fácil, mas entre morar numa cidade e ter que pagar uma casa alugada e não ter trabalho para poder satisfazer essas obrigações contratuais, passando por vezes fome, é bem muito pior do que trabalhar por conta própria na Agricultura mesmo com “vergonha” da sua profissão sabendo que não lhes vai faltar nada com que se alimentar.

Também sabemos que há falta de mão-de-obra para trabalhar na Agricultura principalmente aqui no Algarve e que os empresários têm que recorrer a mão-de-obra de imigrantes principalmente com o crescimento das hortícolas e frutícolas. Pelo menos é o que dizem as pessoas ligadas ao sector.

Também sabemos que é um trabalho com «alguma dureza» mas que gera recursos suficientes para alimentar toda uma família. Também sabemos que em Monchique existe pelo menos um automóvel para cada pessoa, o rácio mais elevado do País, à frente de Miranda do Douro, Oeiras e Lisboa.

Quer isto dizer que os Agricultores em Monchique não ficam assim, em termos monetários, tão atrás de quaisquer outros trabalhadores que possam exercer profissões bem mais lucrativas. Depois disto com a crise que estamos a atravessar volto a perguntar: será assim tão mau ser agricultor em Monchique e em todo o Algarve? Que responda quem souber ou quiser!

1 comentário:

Aurélio Agapito disse...

A agricultura de subsistência, que é a possivel em Monchique, é um trabalho árduo e mal dá para comer. Sou filho de agricultores, trabalhei com os meus pais na agricultura, sei bem do que falo.
O trabalho da agricultura é como o das pescas. Eles têm o trabalho, os intermediários ganham o dinheiro e o consumidor come caro.
Só é alternativa para quem perdeu o emprego. Já alguns voltaram. Sempre vão produzindo para comer.
A agricultura extensiva e moderna, com recurso a novas tecnologias é produtiva e seria viável se fossem criadas condições, nomeadamente, de protecção aos agricultores e de escoamento dos produtos, dependendo as primeiras de politicas do estado e as segundas da capacidade organizativa dos agricultores.

Veja as fotos que se encontram, em baixo, no final do blogue!

Todas as fotos são referentes ao concelho de Monchique!

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor

as mesmas são propriedade deste blogue e do seu autor